Arquivo para dezembro, 2013

Obras inéditas e séries premiadas incluídas no portfolio da galeria GENUINAOBRA, de Porto Alegre

Posted in Uncategorized on dezembro 5, 2013 by flavyamutran

site-1

Trabalhos da premiada série THERE’S NO PLACE LIKE 127.0.0.1 e outros ensaios inéditos são incluídos no portfólio digital da galeria gaúcha GENUINAOBRA , de Viviane Possa e Nonô Joris. Acesse o portfólio da galeria aqui: http://genuinaobra.com.br/

Artistas como Marcos Sari, Claudia Barbisan, Val Schneider, Gisela Martins Waetge, Flavya Mutran, Augusto Lima, Sandro Ka, Dulphe Pinheiro Machado, Eduardo Gazalle Marco, Rochele Zandavalli, Felipe Caldas, Tadeu Vilani, André Venzon, Vinício Giacomelli, Viviane Possa, Sandra Rey, Frantz Soares, Edgar Haczkiewicz Powarczuk, Renan Santos e Fernanda Valadares, entre outros, integram o grupo que investiga diferentes meios de expressão em  fotografia, pintura, desenho, vídeo e etc.

Untitled-1

Abaixo, Viviane Possa, Nonô Joris (Genuinaobra ) e Tais Mallaguez (Bó Jeito de Morar) comemoram a parceria em projetos de exposição e novas ideias.

1475859_488949997887660_247917936_n

Voltado não só para o Mercado de colecionadores de arte brasileira contemporânea, a GENUINAOBRA também investe em parcerias com produtores culturais, arquitetos, pesquisadores e críticos de arte. Ações como o Projeto Simultaneidade e a mostra O tempo é minha casa surgiram do interesse comum pela troca de experiência e de simultaneidades afetivas e criativas que pretendem valorizar espaços que guardam as memórias da cidade, transformando-os em núcleos de convívio.

1487345_207354522784209_1571669489_n

O complexo arquitetônico Vila Flores (no bairro Floresta em Porto Alegre/RS) é formado por 2 prédios, um galpão e um enorme pátio interno,  e foi desenhado e construído na virada da década de 1920/30 pelo arquiteto e engenheiro Joseph Lutzenberger, pai do famoso ambientalista do Rio Grande do Sul. O lugar está sendo revitalizado para abrigar projetos culturais, artísticos, comunitários, musicais, educativos, ambientais e tudo o que a nossa habilidade colaborativa permitir.

image001

Ativar estas memórias e reinventar os usos, permanências e passagens da cidade é uma arte, que nos inspira a revitalizar nossas relações cotidianas. Com esse objetivo em mente, diversos coletivos de diferentes cidades se reuniram para construir o Projeto Simultaneidade. São eles:

Projeto Simultaneidade (POA) – http://projetosimultaneidade.wordpress.com/

Vila Flores (POA) – http://www.vilaflores.net

Goma Oficina (SP) – http://www.gomaoficina.com

Projeto Vizinhança (POA) – http://www.projetovizinhanca.art.br

Geodésica Cultural Itinerante (FLP) – http://www.facebook.com/geodesicacultural

Casa da Cultura Digital (POA) – http://www.ccdpoa.com.br

Long Beach

Acima, a imagem escolhida para a instalação in situ num dos espaços da Vila Flores, da mostra O tempo é minha casa . Foto: Flavya Mutran, portfolio da GENUINAOBRA.

Anúncios

Algumas publicações em 2013

Posted in Uncategorized on dezembro 2, 2013 by flavyamutran

Em 2013, dois artigos, um ensaio e várias imagens das pesquisas recentes foram publicados em livro, revistas e anais de eventos e os compartilho nos links abaixo.

CSO’2013 – CRIADORES SOBRE OUTRAS OBRAS, em abril/2013 – Lisboa/Portugal.

O congresso CSO, organizado através de chamadas de trabalhos à escala internacional, acontece anualmente na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, com a proposta de reunir reflexões teóricas de artistas sobre as obras de outros artistas, que  testemunham a variedade da arte contemporânea e as novas identidades artísticas nos países emergentes, especialmente os do arco de expressão ibero-americano. O artigo “‘Grafotologias’: a arte de misturar escritas de Joan Fontcuberta” foi aceito completo e publicado  na revista GAMA N°2, sobre Estudos Artísticos (julho-dezembro 2013) pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa – Centro de Investigação e estudos das Belas-Artes. Aborda as relações entre a fotografia e os sistemas de comunicação a partir das obras do fotógrafo espanhol Joan Fontcuberta, que explora de maneira singular desde as contradições que cercam os avanços tecnológicos da era digital até os seculares processos de censura e negação da palavra associada à imagem.

Untitled2. 

Acima, detalhe da comunicação do artigo durante o Congresso CSO’2013, na FBAUL, em abril/2013 na cidade de Lisboa, em Portugal. Foto: Lauro Barbosa. Abaixo, o link com a versão digital da revista GAMA N°02, 2013, Vol. 1, n. 2, (julho-dezembro).

Untitled-1

Acesse a versão digital: http://issuu.com/fbaul/docs/gama2?e=0/1812088

22° ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS – ANPAP, em outubro/2013 – Belém/PA.

O artigo “Escrituras fotográficas no futuro analógico do pretérito digital”, foi aceito para comunicação e publicação nos anais do encontro anual da ANPAP, ligado às etapas de criação da série RASTER, da minha pesquisa de doutorado em Poéticas Visuais no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Instituto de Artes da UFRGS (com BOLSA CAPES), o artigo  trata das relações entre a fotografia analógica e a digital e as implicações socioculturais geradas a partir desse contexto tecnológico serão analisadas segundo as ideias de Marshall McLuhan e Michel Frizot.

Slide 1

Comunicação no comitê de Poéticas Artísticas do 22° Encontro da ANPAP. Abaixo, o link com a versão completa do artigo.

Versão digital dos Anais do 22° Encontro da ANPAP: http://www.anpap.org.br/anais/2013/ANAIS/comites/pa/Flavya%20Mutran%20Pereira.pdf

PORTO ARTE N°32 REUNE ARTIGOS SOBRE AS QUESTÕES DOS MÚLTIPLOS NA ARTE, em dezembro/2013 – Porto Alegre/RS.

Acaba de ser lançado o N°32 da Revista PORTO ARTE, do Programa de Pós-graduação em Arte da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob a coordenação geral da Profª Drª Maristela Salvatori, com artigos que tratam das inúmeras abordagens sobre processos e obras de Múltiplos na arte Contemporânea. O ensaio “Distopias anacrônicas: tensões construtivas entre imagem digital e artesanal”, escrito em parceria com o artista Jander Rama, mestre em Artes Visuais pelo IA/UFRGS. Os processos de construção de imagens que tomam o cruzamento como estratégia artística abarcam grande parte da produção atual em artes visuais. Neste artigo são abordadas as nossas produções recentes, cujas práticas transitam entre o anacronismo dos processos de produção de imagens manuais frente à visão distópica em relação aos avanços das imagens numerizadas. O trânsito destas produções entre a gravura, o desenho ou a fotografia levantam questões sobre as tensões e deslocamentos do sujeito na arte contemporânea, provocadas pelo embate entre novas e velhas tecnologias.

PORTO ARTE Revista de Artes Visuais n.32 PPGAV-IA-UFRGS. Maio 2012 - online

Capa da revista Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/PortoArte/article/view/43766

‘ESPELHO FEITO DE SOMBRAS’ E ‘I.M.A.G.É.T.I.C.A.’: ENSAIOS DE TEXTO E IMAGENS PUBLICADOS EM REVISTA E LIVRO DA GOTAZ N°02 e GALERIA KAMARA-KÓ, ambas em Belém/PA.

imagetica2

I.M.A.G.É.T.I.C.A. é o título do livro recém-publicado pela Kamara-Kó Galeria e SECULT-PA, com os portfólios dos artistas que integram o staff da galeria. A versão digital está disponível no link abaixo: http://issuu.com/kamarakogaleria/docs/catalogokamarakogaleria 

Já o ensaio livre ‘ESPELHO FEITO DE SOMBRAS’ faz referência às questões que envolvem meu tema de pesquisa: identidade, autorrepresentação e compartilhamento de fotografias via web. Aborda semelhanças entre as fotografias e posturas de fotointernautas com as fábulas de Alice no país das maravilhas e no país dos espelhos, no número 2 da excelente e premiada revista GOTAZ#02, do estúdio GOTAZKAEN dos produtores culturais paraenses. http://www.gotazkaen.com/