EGOSHOTS

É o ego que dispara toda a operação de autoexebição dos nossos dias, em que as mais diferentes camadas sociais passam a adotar o próprio rosto como o principal eixo de mudanças. A partir de longas tomadas de exposição, confronta-se o fenômeno dos ‘daily videos’ com o paradoxo da proximidade e da distância entre o objeto e sua representação, tão característicos da Fotografia.

A série trata da veiculação ilimitada de autorrepresentações na web, como uma das principais estratégias do internauta para dilacerar o círculo íntimo e se autoincluir na esfera pública. Essas inscrições fotográficas superpostas são como rostos-mapas para territórios de subjetividade, cujas narrativas ágrafas e efêmeras se guardam em chaves codificadas.

sobre memórias e esquecimentos

%d blogueiros gostam disto: