METAL MASTER:

O conjunto de 24 placas intitulado METAL MASTER: deriva da série DELETE.use e integra as obras produzidas durante o Doutorado em Artes Visuais no PPGAVI/UFRGS.

Tendo como tema central paisagens à céu aberto, com poucos ou nenhum vestígio da presença humana, as imagens da série remetem às técnicas iniciais da fotografia oitocentista, com formatos e tiragens limitadas, que tornaram-se referências na abordagem da paisagem oitocentista. As imagens matrizes são de autores de diferentes períodos e nacionalidades, todos identificados nos títulos dos trabalhos. Cada obra é feita a partir de matrizes digitais impressas à laser e transferidas para placas de circuito elétrico ou de alumínio offset, pelo processo manual de gravura em metal. Apesar de serem produzidas como matrizes para gravura, potencialmente prontas para multiplicação ilimitadas de cópias, elas permanecerão propositalmente estéreis, irreprodutíveis, uma vez que seus enredos são falsos históricos, ficções baseadas em fatos/fotos reais, com desfechos improváveis.

À esquerda, matriz planográfica feita pelo processo de transfer de fotocópia à laser (á direita) sobre placa de circuito elétrico, com prensa manual de cilindro.
METAL MASTER: Alexander Gardner (1863), série DELETE.use, de Flavya Mutran (2015).
Clique sobre a imagem e assina ao vídeo produzido pelo Goethe Institute de Porto Alegre, que integra as obras do projeto de exposição e publicação O PODER DE MULTIPLICAÇÃO (2019/2020 – Brasil e Alemanha).https://www.goethe.de/ins/br/pt/kul/sup/art/21339634.html

sobre memórias e esquecimentos

%d blogueiros gostam disto: